Home > Pastoral da Acolhida: a missão de acolher com amor e dedicação os fiéis

Pastoral da Acolhida: a missão de acolher com amor e dedicação os fiéis


compartilhe nas redes

Diariamente, fiéis são recebidos pela Pastoral da Acolhida da Paróquia Nossa Senhora do Carmo ao chegarem no templo, como forma de carinho e compaixão com o próximo, que vem ao encontro de Deus. 

Como está escrito na bíblia: “Acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória do Pai” (Rm 15,7). Mas, afinal, o que é acolher? Parece ser fácil de se responder, porém não é tão simples assim. Acolher alguém na Igreja tem um sentido especial. O acolhimento cristão é carregado de uma profundidade tamanha, tanto que: 

“A acolhida tem como principal objetivo receber nossos fiéis da melhor forma possível, com um sorriso no rosto, sempre com alegria, pois somos praticamente a porta da nossa igreja e queremos que eles se sintam o mais à vontade possível”, afirma Julian Martins Louren, 30, ministro da Eucaristia e coordenador da Pastoral da Acolhida há três anos.

O ministro, juntamente com Luciana Rosa Dallacqua Santos, 48, são os atuais coordenadores da pastoral, que surgiu há oito anos. Atualmente, a equipe é formada por 65 agentes. Devido a pandemia, o número diminuiu para 45 servos que estão na ativa. 

Parte da equipe da Pastoral da Acolhida com cantor Thiago Brado (Julian Louren / Cedida)

O trabalho da pastoral é organizado em escalas semanais e a atuação ocorre durante todos os dias da semana. Os voluntários contam com a ajuda de coordenadores, que auxiliam na elaboração de toda a rotina de serviço.

“Nossa pastoral tem uma formação mais técnica. Auxiliamos sempre os novos integrantes na prática, onde mostramos a eles a importância da nossa pastoral e como devemos nos portar durante a missa”, destaca Julian Louren. 

Pastoral da Acolhida existe há mais de oito anos na comunidade (Julian Louren / Cedida)

Além desta parte, a pastoral também sempre busca realizar momentos de espiritualidades com os agentes para ajudá-los no crescimento espiritual e no servir. De acordo com o atual pároco, padre Rodrigo Gomes de Moreno, é um trabalho de extrema importância. 

“Nós devemos ser acolhedores em tudo que nós realizamos. É de fundamental importância que os membros da pastoral transmitam esse carinho, esta alegria, para vivenciarem também esta celebração de uma forma que, como diz esse projeto, é o servir através do sorriso, através das orientações, sanando as dúvidas e também dando orientações. É de fundamental importância o trabalho realizado!”, destaca o sacerdote.

Agente da acolhida em momento de encontro com o Senhor (Pascom Maristela / Arquivo)

Ana Paula da Silva, 38, é agente da Pastoral Familiar, no Ministério de Leitores  e também atua na Pastoral da Acolhida. “Foi um chamado de Deus ao meu coração, sentimento de gratidão. Senti a necessidade no meu coração de retribuir todo esse amor e misericórdia de Deus na minha vida, servindo à igreja.” 

Ana Paula conta que participar da pastoral foi uma resposta ao chamado de Deus (Ana Paula / Arquivo)

A agente conta ainda sobre o valor de pertencer a pastoral. “Precisamos ser uma Igreja acolhedora, pois somos os primeiros a ter o contato com os fiéis. Sabemos que apesar de nossas limitações, quem nos escolheu e nos capacita todos os dias é Deus, nosso Pai, o qual nos acolhe no seu manto de amor e misericórdia.”

Pandemia 

Como qualquer outra atividade da Igreja, a Pastoral da Acolhida também foi impactada, porém ela seguiu firme no servir. “Percebemos que a Igreja teria que se mostrar forte na caminhada. Mesmo com missas on-line, o que motivava era ver em cada rosto a fé e esperança de dias melhores em nossos fiéis que continuavam vindo para a comunhão drive-thru”, diz o coordenador. 

Quando as missas retornaram na forma presencial e com limitação na quantidade de fiéis, essa pastoral foi muito importante para o controle nas portas, conferindo as senhas, medindo temperatura, orientando sobre distanciamento, uso de máscaras e álcool gel. “Foi muito gratificante estarmos servindo em uma pandemia que gerou tanta insegurança, nos fortalecemos muito mais na fé e esperança em Deus, nosso Senhor”, conta Julian Louren.

Serviço

É muito fácil entrar para a Pastoral da Acolhida. O coordenador Julian Louren orienta: “Se Deus tocar seu coração, procure alguém que já sirva em nossa pastoral ou vá até a secretaria da paróquia e diga que tem vontade de participar da nossa pastoral”. Dessa forma, os coordenadores entrarão em contato com você explicando tudo sobre as atividades e te convidando a fazer uma experiência. 

“A Pastoral da Acolhida está sempre de braços abertos para receber mais servos. Quanto mais pessoas tivermos, pode ter certeza que mais aconchegante fica nossa paróquia, destaca o coordenador. 

Já Ana Paula afirma que: “O acolhimento é um meio de nós agentes levamos o amor de Deus aos fiéis, de não ficar só restrito a porta da igreja, mas também de ir ao encontro do nosso próximo. Essa vivência diária de servir nesta pastoral está sendo transformador na minha vida de oração, na minha fé e no meu relacionamento com Deus”. 

Momentos de espiritualidade ocorrem com frequência na comunidade (Pascom Maristela / Arquivo)

“Nós vamos percebendo ao longo da pandemia que acolher é sorrir, mais do que mostrar os nossos dentes, que nesses tempos estavam vendados com as nossas máscaras, é sorrir com o olhar, gratidão de encontrar o outro que vem, de poder abraçar mesmo que não fisicamente, mas com o olhar”, ressalta o padre.

leia também

CAPA NOTÍCIA MARISTELA

Capela São Padre Pio celebra Dia do Padroeiro e completa 6 anos de criação

Todo 23 de setembro, celebramos o dia de São Padre Pio, padroeiro da capela do Parque Furquim, em Presidente Prudente (SP), que agora em  2021 completa seis anos de fundação. O Santo, que dá nome a comunidade, é conhecido por viver uma vida de muita entrega e intensidade a Deus, ao ponto de receber os […]

CAPA NOTÍCIA MARISTELA (4)

Grupos de mulheres se reúnem para rezar pelos filhos e entes queridos na Maristela

Toda mãe, por graça de Deus, tem um pouco de Maria, que viveu por excelência o exercício da maternidade. Assim, semanalmente, o Grupo do Terço “Mães Orantes” e, quinzenalmente, o Grupo do Terço “Mães de Anjos” se reúnem  na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, para orar pelos seus filhos, partilhar e trocar experiências.  “A oração […]

CAPA NOTÍCIA MARISTELA (4)

Ano de São José: a importância de falar sobre o pai de Jesus

Instituído pelo papa Francisco, 2021 é considerado o ano de São José. O Santo escolhido por Deus para ser o pai de Jesus, na Terra, tem grande importância na história da Igreja. Na bíblia, é destacado por ser um homem justo, modelo de santidade para os cristãos.  “Ter José como patrono da igreja, como nós […]

CAPA NOTÍCIA MARISTELA (2)

Pastoral da Acolhida: a missão de acolher com amor e dedicação os fiéis

Diariamente, fiéis são recebidos pela Pastoral da Acolhida da Paróquia Nossa Senhora do Carmo ao chegarem no templo, como forma de carinho e compaixão com o próximo, que vem ao encontro de Deus.  Como está escrito na bíblia: “Acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória do Pai” (Rm 15,7). Mas, afinal, […]